Dicas do que fazer em Lisboa, Portugal

E depois de maravilhosos dias no Algarve, visitando algumas praias maravilhosas e comendo do bom e do melhor, eis que partimos para nosso próximo destino: Lisboa.

Como já dito no nosso primeiro post sobre nossa viagem por Portugal, pegamos um carro no aeroporto de Faro e este foi nosso meio de transporte para chegar até Lisboa. Devolvemos o carro na Europcar do aeroporto de Lisboa.

Chegamos em um domingo e estávamos bem cansados pois passamos a manhã em uma praia linda no Algarve e depois foram algumas horas de estrada com direito a paradas para o xixi e comer coxinha (lembrem que moro no interior da Inglaterra e coxinha não é tão fácil de achar por aqui). Mas, como era a primeira vez do marido pela capital lusitana, fomos dar um passeio andando pela cidade só para fazer aquele primeiro reconhecimento do terreno.

Existem muitas coisas para fazer em Lisboa, então vou fazer uma pincelada sobre o que visitamos nos 6 dias que passamos na capital e depois farei um post sobre o dia que passamos em Sintra, que é bem próximo e vale muito a visita.

No centro de Lisboa. Prédio da estação de trem
No centro de Lisboa. Prédio da estação de trem
Marquês de Pombal
Marquês de Pombal

PRAÇA DO COMÉRCIO

A Praça do Comércio é uma das mais famosas da região e é conhecida como Terreiro do Paço, estando situada à margem do famoso rio Tejo e é considerada uma das maiores praças da Europa. Esta mesma praça foi a residência e Dom Manuel I que antes morava no Castelo de São Jorge, entre outros monarcas. Hoje em dia é um espaço dividido por departamentos do governo, hotéis, restaurantes, cafés e muitas atividades culturais acontecem no local que é super movimentado e atrai milhares de turistas durante todo o ano.

Beira do rio Tejo
Beira do rio Tejo
Praça do Comércio
Praça do Comércio
  • Café Martinho da Arcada

Este café é um bem antigo e e situado em uma das esquinas da praça, é um dos mais antigos de Lisboa e era frequentado por ninguém menos que nosso famoso Fernando Pessoa. Um programa bem delicioso é sentar para um café, observando o lindo visual natura do rio Tejo, a arquitetura fenomenal da praça e comer um pastel de nata, como se fosse Fernando Pessoa. Delícia!

CASTELO DE SÃO JORGE

Castelo onde viveu Dom Manuel I, fica situado bem no centro de Lisboa e é bem fácil de vê-lo quando passeando pelo centro da cidade. O seu nome é devido a São Jorge ser o santo padroeiro dos cavaleiros e das cruzadas que foi realizada no século 14.

Com o passar dos anos, este castelo serviu de residência real, estrutura militar e foi remodelado com cada dono que o pertenceu. Nos anos 40 foi reconstruído pois já se encontrava em ruínas e ganhou esta carinha de castelo medieval que nada mais é graças à reconstrução e não à preservação do castelo.

O castelo tem uma vista fantástica para o rio Tejo e conta muito da história de Portugal quando andando pelas suas instalações.

Por dentro do castelo
Por dentro do castelo
Dentro do castelo
Dentro do castelo

ALFAMA

O mais antigo bairro da cidade e bastante típico. Este é um dos bairros que o elétrico 28 (bonde elétrico que passa por alguns bairros da cidade) passa para fazer um bom turismo. Neste bairro também é possível encontrar maravilhosos restaurantes, uma vista fantástica, boas cafeterias e até uma noitada agitada. O castelo de São Jorge fica logo acima do bairro e é possível dar uma volta pelo local após sua visita ao castelo.

lisboa-3
Uma volta de elétrico?
lisboa-5
Apreciando a vista
lisboa-4
Entre as ruelas, subindo para o Castelo

O bairro é bastante frequentado por portugueses e mais ainda por turistas em busca de uma boa foto, um bom café e uma boa comida, além das famosas casas de fado e os festejos populares como os de Santo António.

IGREJA DE SANTO ANTÓNIO

A igreja onde nasceu o famoso santo casamenteiro: Santo António. Nesta igreja preservam o local onde dizem ter nascido Santo António e encontra-se, também, um pequeno museu dedicado à ele. Na cripta da igreja também há um painel de azulejos que celebra a visita do Papa João Paulo II.

Na porta da igreja
Na porta da igreja

BELÉM

A famosa freguesia de Belém, onde nasceram aqueles pastéis de nata conhecido no mundo inteiro: os pastéis de Belém. Neste bairro é possível ir nesta famosa padaria para um café, comer um pastel, ou apenas visitar o local que tem azulejos por todos os lados.

Nesta freguesia encontraremos os famosos monumentos que são cartões postais do capital.

  • Padrão do Descobrimento

Este monumento foi pensado inicialmente como uma forma de homenagear ao Infante Dom Henrique, mas até a sua construção foi feito para homenagear todos os envolvidos nos famosos descobrimentos portugueses . Ele fica à margem direita do rio Tejo.

Em outubro, quando fomos, estava todo em reformas com andaimes para todos os lados. Não deu nenhuma fotinho bonita, mas passa lá que vale, viu?

  • Torre de Belém

A torre fica situada bem próxima ao Padrão do Descobrimento, à direita do rio Tejo e onde um dia existiu uma praia. Este monumento é um ícone arquitetônico de quando Dom Manuel I era o rei de Portugal e também foi usado como defesa do local.

lisboa-16
Torre de Belém
lisboa-14
A parte que era praia. Ainda resta um pedacinho
lisboa-13
Era feriado e estava bem cheio o monumento

Ao longo do tempo perdeu sua função de defesa, mas ainda mantém algumas características da época. É possível ver brasões de Portugal por toda a área e inscrições de cruzes da Ordem de Cristo que remetem ao tempo que o país era uma potência no globo.

A Torre de Belém é considerada um Patrimônio Mundial pela UNESCO e uma das Sete Maravilhas de Portugal.

  • Mosteiro dos Jerónimos

Um mosteiro da Ordem de São Jerónimo e construído no século 16, tendo sido conferido no ano passado (2016) o estatuto Panteão Nacional. Uma referência à arquitetura da época de Dom Manuel e ligado a Casa Real Portuguesa, é considerado uma das mais importantes atrações turísticas de Portugal.

O Mosteiro com a praça linda que fica bem na frente
O Mosteiro com a praça linda que fica bem na frente
Na frente do Mosteiro dos Jerónimos
Na frente do Mosteiro dos Jerónimos

Ah, neste mosteiro é possível encontrar o túmulo do navegador Vasco da Gama que teve seu primeiro túmulo em Cochin, na Índia.

O túmulo de Vasco da Gama
O túmulo de Vasco da Gama

ESTÁDIO DA LUZ

O Estádio da Luz é a casa do famoso clube português, Benfica e é conhecido por sua torcida como A catedral. Não sou muito futebolística, mas meu marido é e fomos assistir um jogo da liga dos campões, e acho que só isso já vale a visita, né. Um jogo de futebol sempre pode ser bem animado.

Jogo que assistimos. Benfica vs Dínamo de Kieve
Jogo que assistimos. Benfica vs Dínamo de Kieve

PANTEÃO

O Panteão Nacional encontra-se na Igreja de Santa Engrácia e tem a intenção de homenagear os cidadãos portugueses e seus serviços prestados ao país.

lisboa-20
É muita beleza arquitetônica
A vista de longe
A vista de longe

A Igreja de Santa Engrácia, que teve a função de Panteão nacional em 1916 e foi aberto ao público em 1966 com uma missa inaugural com a presença do presidente da república da época, Américo Tomás. É considerado um monumento barroco e conta com um interior pavimentado em mármore colorido.

PARQUE DAS NAÇÕES

Essa parte da cidade é nova e tem até um enorme shopping center e foi o resultado de um projeto de urbanização dos arredores de Olivais e da beira do rio Tejo, que foi possível graças à EXPO 98.

O parque tem uma localização privilegiada, por estar à beira do rio e toda sua área conta com prédios novos, e uma arquitetura super contemporânea, bem diferente do que vemos no centro de Lisboa.

A parte nova de Lisboa
A parte nova de Lisboa
  • Oceanário

O Oceanário de Lisboa fica situado no Parque das Nações e é uma instituição de pesquisa oceanográfica e de biologia marinha. É o segundo maior da península Ibérica. Foi construído no ano de 1998.

  • Torre Vasco da Gama

Esta torre foi nomeada em homenagem ao primeiro explorador português que chegou na Índia, como falamos logo acima, em 1498 e representa uma caravela velejando. Também foi construída em 1998, assim como o Oceanário e em sua base podemos encontrar o Pavilhão da União Européia, com bandeiras de vários países do mundo.

 

Tem muito mais coisa para se fazer em Lisboa, mas não quis falar sobre o que não vimos ainda. O que sei é que esta capital ainda vai ver nossas carinhas novamente.

 

 

 

 

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s