O que fazer em Delhi, Índia

Como falado no post anterior sobre a capital da Índia, a cidade se divide entre o novo e o velho e irei descrever o que fizemos no breve período que ficamos na capital. O tempo não ajudou muito por termos ido na época das chuvas, mas acho que depois de morar no Reino Unido por algum tempo não dá para se assustar com chuvas, né hehehe.

Foram poucos dias, pois o foco da nossa viagem era o sul, no estado de Kerala, mas como perder a oportunidade de conhecer esta cidade tão famosa, tão caótica e tão milenar?

Old Delhi

Mesquita Jama Masjid

A mesquita é um das maiores da Índia e foi construída entre 1644 e 1656. Não conseguimos entrar quando estivemos em Delhi, pois estava acontecendo um evento no dia e apenas homens estavam sendo permitidos entrar. Então quem sabe numa próxima, mas estava no roteiro e as fotos de lá são lindas.

mesquita
Por dentro do mercado, chegando na mesquita

Forte Vermelho (Red fort)

delhi-9
Entrada do forte

Uma preciosidade da arquitetura indiana construída em pedras vermelhas, o que dá o nome ao forte. Foi construída na época em que o imperador das terras era Shah Jahan, o mesmo que construiu o famoso Taj Mahal e sua construção foi devido a morte da esposa do imperador que não conseguiu mais permanecer em Agra e transferiu a capital do reino para Delhi.

delhi-7
Os portais do Forte Vermelho
delhi-6
Detalhes das pilastras
delhi-8
Um dos templos dentro do Forte vermelho

O forte tem uma presença muito forte na área em que se localiza, ainda mais quando se olha toda a pobreza em volta do local e mesmo depois de todos os pesares, saques e deterioração do tempo, ainda é um local bem marcante que atrai tanto turistas como locais – que pagam bem menos que um estrangeiro se provarem que moram na Índia. É um local muito especial, visto que o primeiro ministro sempre discursa no forte no dia que se comemora a independência.

Mercado Chandi Chwok

Mercado de rua quase em frente ao forte vermelho. Chegamos nele com um rickshaw que acordamos na entrada do Forte Vermelho, que passou o dia conosco por 500 rúpias e nos levou até a porta do forte e andou conosco até por dentro do mercado.

delhi-3
Chegando ao mercado

É um mercado bem movimentado composto por ruelas bem bagunçadas e caóticas. São muitas lojas com as mais diversas coisas, tem temperos, tem jóias, tem roupas, tem chás, tem tudo! Tem muito glamour por dentro de portinhas e muito lixo e sujeira do lado de fora, além de todo o emaranhado de fios nos postes de luz. Sabe a favela da Rocinha? Então, ela é mais organizada! Agora imagina a cena.

Portão da India (India Gate)

Assim como a maioria dos arcos construídos pela Europa, o India Gate também é um memorial de guerra para aqueles soldados mortos na Primeira Guerra, tanto os nativos como alguns estrangeiros que participaram junto com os indianos.

delhi-1
India Gate – Foto de acervo pessoal

E assim como o Arco do Triunfo, em Paris, ele também recebe muitos turistas e locais, seja como forma de homenagear os que morreram na guerra, ou fotografar esta bela obra de arte e seus lindos jardins ao redor.

Templo Akshardham

Simplesmente um dos maiores templos hindu do mundo e foi inaugurado oficialmente em 2005 e contou com a ajuda de uma média de 3 mil voluntários em sua construção. Uma das coisas mais lindas que já vi na minha vida e que infelizmente não podia tirar foto, nem sequer entrar com máquinas ou celulares, mas se você estiver em Delhi, vá a este templo.

delhi-11
Foto tirada de longe, pois é proibido entrar com cameras ou celulares no templo

Nova Delhi

Templo Sikh Bangla Sahib

Um dos mais proeminentes templo Sikh da capital e fica bem próximo da Connaught Place. Este templo que atualmente ajuda uma boa parte da população, pois diariamente oferece refeições para qualquer pessoa que chegar, além de remédios, consultas médicas e quartos quando necessário.

delhi-2

delhi-4
Dentro do refeitório onde a comida é servida gratuitamente para quem quiser e a qualquer hora do dia

Fizemos uma visita guiada pelo templo e foi possível ver que existiam muitos tipos de pessoas no local, das mais diversas religiões. Tudo que acontece por lá é de forma voluntária, sendo todo o alimento doado, a mão de obra, assim como os remédios e tudo é revertido em prol da população.

Templo Hindu Birla Mandir

Este templo é dedicado a Laxminarayan, que se refere a Vishnu. O templo foi construído de 1933 a 1939 e foi inaugurado por Mahatma Gandhi. Os templos adjacentes são dedicados a Shiva, Krishna e Buddha.

delhi-10

Não deu para fazer muita coisa, mas este é um país com tanta coisa diferente do que estamos acostumados a ver que ficou bem difícil escolher entre as mais diversas opções. E de Delhi partimos para o estado de Kerala, no Sul da Índia.

Quando estávamos organizando nossa viagem, pesquisamos bastante para montar nosso roteiro e segue abaixo a lista de blogs que nos ajudaram a decidir onde ir em nosso pouco tempo na capital.

Ideias na Mala

212 dias pelo mundo

A próxima viagem

Manual do turista

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s